10 dicas de pesca infalíveis para qualquer pescador

10 dicas de pesca infalíveis para qualquer pescador

07/10/2019 0 Por admin
Compartilhe:

Pescar é um prazer e uma arte, então confira aqui, 10 dicas de pesca infalíveis para qualquer pescador, seja ele, iniciante ou experiente

Confira nossas dicas de pesca para todos os níveis e tipos de pescadores, sejam eles iniciantes ou mais experientes. Seja para uma pescaria no rio, no mar ou mesmo em uma propriedade particular, é preciso saber algumas técnicas e informações básicas antes de começar a pescar. Não que a pesca seja algo complicado, longe disso, não é, mas como qualquer outra atividade esportiva ou recreativa, obter dicas valiosas pode aumentar suas chances de sucesso. Queremos ser mais que um blog de pesca, mas sim um canal de comunicação entre amigos pescadores.

Nosso post trata justamente de fornecer a vocês algumas dicas de pesca que podem ser óbvias para alguns e novidade para outros, mas desde que tenham utilidade e gerem algum engajamento dos nossos amigos pescadores, já estamos mais que satisfeitos. E lembrem-se que adoramos conversar sobre pescaria, então de antemão, se você tem alguma dica que gostaria de compartilhar conosco e com os outros pescadores que leem nosso blog, deixe sua dica em nossos comentários lá no final do post. Ok? Então vamos lá!



Confira nossas 10 dicas de pesca infalíveis que servem para qualquer pescador

  1. Silêncio no local de pesca é fundamental
  2. Saber onde é melhor para pescar no local
  3. Possuir as iscas certas
  4. Locais com troncos e vegetação são ótimos pontos de pesca
  5. Presença de aves aquáticas são um ótimo sinal
  6. Saber identificar canais e poços mais fundos
  7. Possuir o equipamento de pesca adequado à situação
  8. Respeitar sempre o meio ambiente e os seus limites
  9. Conhecer os peixes do local e seus comportamentos
  10. Saber qual a melhor época para pescar em determinado local de pesca

1. Silêncio no local de pesca é fundamental

siêncio ao pescar é fundamental

Talvez nenhuma dica de pesca seja tão valiosa quanto essa. Faça silêncio, acima de tudo! E falamos isso por que sabemos bem como um juntamento na pescaria pode gerar ruídos, mas se você quer ter sucesso e capturar belos peixes, deve manter um mínimo de silêncio ao redor do seu pesqueiro.

Grande parte dos peixes, principalmente na água doce, pode ser repelido por excesso de barulho. É o caso dos predadores, como a Traíra e o Tucunaré, principalmente os maiores exemplares, que são o foco de todo pescador que se preze, mas são muito ariscos. Então se você quer capturar aquele troféu de pesca que te faz sentir orgulho de ser pescador, faça pouco barulho e concentre-se na estratégia de pesca ideal.



2. Saber onde é melhor para pescar no local

Quando você chega ao seu ponto de pesca, dependendo do tamanho e do volume de água, pode ficar um pouco confuso saber onde arremessar seu material de pesca. Muitos locais são tão grandes que o pescador pode querer encher de linhas e esperas por todos os cantos, mas acabará não cuidando bem de nenhum. Então procure pescar em locais que você já conhece ou que algum amigo pescador já conheça, e possa lhe passar informações do local.

Isso irá lhe dar uma certa vantagem na hora de iniciar a pescaria, pois a informação que você tem será tipo um atalho para capturar seus peixes. Talvez você queira conhecer alguns dos mais fantásticos destinos de pesca do Brasil, então clique aqui!



3. Possuir as iscas certas

Cada local é diferente no que diz respeito ao ecossistema, peixes, temperatura, alimentação das espécies, presença do homem, etc. Então, uma extensão da dica 2, é saber qual isca você deve usar em cada local de pesca em que estiver pescando. Ocorre muito, os casos em que a mesma espécie de peixe pode se alimentar de forma totalmente diferente em ambientes diversos. Por exemplo, a Traíra, pode se alimentar de peixes como o lambari, o cará e outras espécies de pequeno porte, mas em outras localidades será possível capturá-la com carne, camarão, minhocas e as iscas artificiais mais variadas. Conheça 5 iscas naturais ótimas para pescar Traíras.

Eu mesmo, pesco em açudes e rios há pelo menos 30 anos, e já me deparei com diversos casos de alimentação diversa da Traíra, principalmente falando de rios e açudes. Isso provavelmente ocorre com a maioria dos peixes, e vai depender da fonte de alimentação em que estão acostumados em cada local.



4. Locais com troncos e vegetação são ótimos pontos de pesca

locais com troncos e vegetação são ótimos para pescar

Essa dica de pesca é muito interessante, pois a maioria dos pescadores, pelo menos os que eu conheço, tem verdadeira aversão aos locais com muita vegetação e troncos. Aqui no sul, chegam a chamar de tranqueiras ou trancadores. Pois você pode apostar, que no meio de tanta vegetação existe sempre um predador a espreita pronto para atacar sua isca, seja ela natural ou artificial.

E essa característica serve tanto para água doce quanto no mar, pois é conhecida a informação que nos locais onda há navios encalhados na costa, grandes peixes acabam habitando esses cascos cheios de mexilhões, mariscos e pequenos peixes. Já na água doce, principalmente em açudes, lagoas e rios, as áreas com vegetação são as preferidas de Traíras, Tucunarés, Jundiás entre outros peixes esportivos. É claro que há exceções mas de um modo geral, essa dica dá certo sim.



5. Presença de aves aquáticas são um ótimo sinal

Grande parte das aves aquáticas se alimenta de pequenos peixes, e garantimos para você, se há peixes pequenos, há peixes grandes caçando por ali. Então quando chegar ao seu local de pesca, seja em um rio, lagoa ou na praia, não se incomode com o bando de pássaros que rodeia seu pesqueiro pois eles são um ótimo sinal de abundância de peixes no local.

Na praia, a presença de pássaros na areia, por exemplo, pode ser um sinal que há isca por ali, pois essas aves também se alimentam de pequenos crustáceos e moluscos que serão sua isca neste tipo de ambiente.



6. Saber identificar canais e poços mais fundos

Os locais mais profundos de rios, lagos, lagoas e no mar, geralmente abrigam grandes espécies de peixes, e se você está procurando capturar um gigante, saiba identificar canais, remansos e poços no mar. Para este terceiro ser identificado basta procurar em meio as rebentações das ondas, os locais onde o mar parece diminuir a espuma, e ter uma aparência mais lisa. Este é um forte indicador de um valo e ali podem estar peixes de grande porte, esperando que a maré lhes traga pequenos peixes e crustáceos como presa.

Já nos rios, o canal pode ser uma boa opção de pesca tanto para peixes maiores quanto espécies menores pois o movimento natural da água movimenta também os sedimentos que servem de alimentos para todos os tipos de peixes, e isso atrairá os predadores.



7. Possuir o equipamento de pesca adequado à situação

tenha os equipamentos de pesca adequados

Cada pescaria possui suas peculiaridades,  para que você possa se sair bem em cada uma, precisa estar com os equipamentos de pesca adequados. Você precisa saber quando precisará de um equipamento leve, iscas mais coloridas, linhas mais grossas, um caiaque, um barco ou mesmo os anzóis mais eficientes.

E é claro, que seu gosto pessoal conta muito nessas situações, pois você deve sempre pescar com os materiais de pesca que se sente bem, e assim terá maior chance de sucesso. Se você puder ter sempre 2 a 3 kits de pesca diferentes é o ideal, pois em casos que os peixes não estão saindo, você poderá experimentar outras opções e maneiras de pescar, até obter resultados satisfatórios.



8. Respeitar sempre o meio ambiente e os seus limites

Em tempos que a natureza influencia diretamente nos resultados da sua pescaria, você precisa encarar essa dica de pesca como missão obrigatória. Saiba que o seu respeito ao meio ambiente, ao local de pesca e aos anfitriões da pesca, os peixes, será fundamental para a continuidade do nosso esporte /hobby. Toda vez que for pescar, seja qual for o tipo de local, não deixe sua sujeira ao sair, procure impactar o mínimo possível no ambiente pois isso poderá afetar a vida local e ajudar a matar espécies e prejudicar as sua próximas pescarias e dos outros pescadores.

O respeito aos seus limites também é importante pois os perigos que a natureza traz a um pescador negligente podem ser fatais. Para quem pesca em rios, principalmente embarcado, os riscos de cair na água são enormes, então saiba o que está fazendo, pesque com segurança, use itens de segurança como coletes e boias. Na pesca em água salgada, respeite o mar e seus perigos.

Procure pescar sempre em locais que conhece, e se não estiver totalmente seguro do que está fazendo, não entre no mar, pois uma onda traiçoeira pode ser a última. Em, alto mar, o mesmo cuidado da pesca embarcada dos rios, mas multiplicado por 100. Além dos perigos de cair no mar, você e seus parceiros de pesca podem ser surpreendidos a qualquer momento por uma onda surpresa e a diversão pode virar tragédia. Cuide-se no mar, no rio, no açude e em qualquer local. Eu mesmo já perdi um amigo de pesca em um açude com 3 metros de profundidade devido a um descuido aparentemente pequeno. É algo que fica marcado para sempre.



9. Conhecer os peixes do local e seus comportamentos

O seu conhecimento dos peixes que vai pescar e suas manias e comportamentos é mais uma dica de pesca infalível se bem aproveitada. Cada tipo de ambiente terá um impacto diferente nos peixes que o habitam, inclusive de espécies iguais. Por exemplo, há peixes que vão se comportar de forma mais agitada e ativa em rios, já bem mais matreiros e manhosos em pesqueiros, represas e açudes.

Há também a influência da lua, das marés, da temperatura e da fonte de alimento para os peixes, que vã diretamente de encontro com o que estamos tratando aqui. Então se você conhece essas informações valiosas, com certeza sua pescaria terá ótimos resultados.



10. Saber qual a melhor época para pescar em determinado local de pesca

um pescador deve conhecer a melhor época para pescar

Os peixes possuem seu extinto animal, que de forma geral é representado pela época de reprodução, e o resto do tempo. Há espécies que simplesmente não se alimentam durante a piracema, pois seu único objetivo neste período é reproduzir. Há também a influência da lua, e existem calendários lunares próprios para pescadores.

Outra informação que deve ser respeitada é com relação ao clima, pois há peixes de temperaturas altas e baixas, outros de temperaturas amenas. Se você souber qual peixe é mais ativo em cada época do ano, sempre terá mais chances de fisgar o que procura. Essa é mais uma, das importantes dicas de pesca que recomendamos aos nossos amigos pescadores.

Conclusão

Gostou do nosso post com 10 dicas de pesca infalíveis? Você conhece alguma dica importante e eficiente de pesca e gostaria de compartilhar conosco? Então deixe sua opinião nos comentários. Aproveite e siga Pescaria S/A no Facebook e fique atualizado sobre nosso conteúdo. Obrigado por visitar o Blog Pescaria S/A. Boa pescaria!