10 peixes de água doce mais esportivos do Brasil

10 peixes de água doce mais esportivos do Brasil

22/07/2019 0 Por admin
Compartilhe:

Em um país de proporção continental como o Brasil, peixes esportivos é o que não falta, e nós elegemos os nossos 10 preferidos

O Brasil destaca-se pela riqueza e diversidade de sua fauna de peixes de água doce. Registra-se a ocorrência de 2.587 espécies pertencentes a famílias peixes que ocorrem exclusivamente em ambientes de água doce. Dentre estas espécies, muitas oferecem grandes emoções aos milhões de pescadores espalhados pelo país.

Há dezenas ou até mesmo centenas de peixes que podem proporcionar belas pescarias mas aqui neste post a intenção é criar um ranking dos top 10. Acredito que consegui realizar uma bela lista e muitos de vocês pescadores vão concordar com boa parte dela.



Confira os 10 peixes de água doce mais esportivos do Brasil

  1. Tucunaré
  2. Dourado
  3. Pirarara
  4. Trairão
  5. Piraíba
  6. Pintado
  7. Cachorra
  8. Cachara
  9. Jaú
  10. Bicuda

1. Tucunaré

tucunaré peixes de água doce mais esportivos do brasil

O Tucunaré é, sem sombra de dúvidas, um dos peixes mais esportivos que existe no Brasil e no mundo. Procurada por pescadores do mundo todo, a pesca de Tucunaré atrai para o Brasil amantes da pesca esportiva de diferentes regiões. Espécie de hábitos diurnos, o Tucunaré se alimenta de peixes e camarões. É a única espécie que persegue a presa até capturá-la.

Regiões com presença de Tucunaré:

  • Bacia Amazônica
  • Bacia Araguaia-Tocantins
  • Bacia do Prata
  • Bacia do São Francisco
  • Bacia do Atlântico Sul

2. Dourado

dourado rei do rio peixes de água doce

Atire a primeira pedra o pescador que nunca se emocionou ou vibrou quando fisgou um dourado! O “rei do rio” encanta e leva o sujeito à loucura de viajar milhares de quilômetros, de encarar estrada, aeroporto, ou rodoviária e até se meter no meio do matagal, com onças e sucuris, somente para encará-lo. Exagero ou não, fato é que o dourado exige técnica e conhecimento do pescador. É uma fera da pesca esportiva!

Regiões com presença de Dourado:

  • Bacia do Prata
  • Bacia do São Francisco

3. Pirarara

Pirarara

A Pirarara possui hábito alimentar onívoro. Comem quase tudo: frutas, caranguejos, aves, tartarugas e, principalmente, peixes. Encontram-se em toda a região norte e parte do centro-oeste, nas bacias Amazônica e do Araguaia-Tocantins. Vivem em canais de rios, várzeas e igapós, tanto em águas negras como claras. A melhor época para captura-las começa em maio e vai até outubro, quando os rios estão em seu leito normal.

Regiões com presença de Pirarara:

  • Bacia do Prata
  • Bacia do São Francisco

4. Trairão

Trairão peixes de água doce

O Trairão habita águas rasas com galhadas, troncos, juncos e capim, em remansos de rios, lagoas e represas, sempre emboscando suas presas.É um peixe piscívoro (alimenta-se de outros peixes), muito voraz. O Trairão é um peixe de escamas maior que a traíra. Possui corpo cilíndrico. Sua coloração é quase negra, no dorso, já os flancos são acinzentados e o ventre esbranquiçado. Costuma conviver com vários indivíduos não chegando, no entanto, a formar grandes cardumes.

Regiões com presença de Trairão:

  • Bacia Amazônica
  • Bacia Araguaia-Tocantins
  • Bacia do Prata

5. Piraíba

Piraíba

A piraíba é a maior espécie de peixe de couro da América do Sul e uma das maiores em todo o mundo. O corpo é roliço e mais alongado. A cabeça grande, ocupa cerca de 1/4 do comprimento. A boca é ampla, com maxila ligeiramente maior que a mandíbula. Os barbilhões maxilares são longos e alcançam cerca de metade do tamanho do corpo. A coloração é cinza escuro. Pode pesar 200 kg e medir cerca de mais 2 metros de comprimento total, mas atualmente os exemplares capturados pesam abaixo de 20 kg.

Regiões com presença de Piraíba:

  • Bacia Amazônica
  • Bacia Araguaia-Tocantins

6. Pintado

Pintado

O Pintado habita calhas dos rios, embaixo de malhas de aguapés e camalotes e em bocas de corrichos. O peixe de água doce chamado Pintado é conhecido popularmente como Surubim-Caparari, Brutelo, Caparari e Moleque. O pintado é um peixe da família dos bagres e tem característica bem peculiar, com a cabeça longa e achatada que ocupa praticamente um terço do tamanho do corpo , tem a coloração que vai do cinza escuro até uma parte bem esbranquiçada em toda extensão do abdômen, com pintas bem definidas em forma de bolinhas negras por todo o corpo.

Regiões com presença de Pintado:

  • Bacia do Prata
  • Bacia do São Francisco

7. Cachorra

Cachorra

O Cachorra habita locais de águas mais rápidas e com estruturas, como paus e pedras. Peixe de meia água, vive em canais e praias de rios, lagos e na mata inundada. É um peixe piscívoro (alimenta-se de outros peixes), que ataca presas relativamente grandes, às vezes, atingindo cerca de 40-50% do seu comprimento total. Costuma emboscar suas presas atrás de galhadas, árvores e pedras nas margens.

Regiões com presença de Cachorra:

  • Bacia Amazônica
  • Bacia Araguaia-Tocantins

8. Cachara

Cachara

A Cachara é um dos grandes bagres fluviais existentes em nossa fauna aquática e, muitas vezes, é chamada erroneamente de pintado. Na classificação zoológica, os peixes chamados de siluriformes são aqueles que apresentam o corpo revestido de couro. No Brasil, existem mais de 600 espécies desses peixes. Outros siluriformes são os vários tipos de surubim, como o surubim-pintado e o surubim-cachara, que pertencem à família dos Pimelodídeos. No Pantanal, é conhecido vulgarmente por cachara e, na Bacia Amazônica, como surubim.

Regiões com presença de Cachara:

  • Bacia Amazônica
  • Bacia Araguaia-Tocantins
  • Bacia do Prata

9. Jaú

Jaú

O jaú, também conhecido como jundiá-da-lagoa, esse grande peixe é encontrado do rio Prata ao Amazonas, podendo alcançar 1,5 m e 150 kg, sendo assim um dos maiores peixes brasileiros. Seu nome científico é Paulicea luetkeni. Seu corpo é curto e compacto. Os indivíduos pequenos têm manchas claras espalhadas no dorso ao longo do corpo; quando adultos, são verde-oliva, pardacentos. Alimentação de outros peixes e vivem comumente no fundo dos rios em regiões de cachoeiras. Ficando escondido nos poços criados pelas cascatas, à espreita dos outros peixes que sobem os rios para a desova, atacando-os.

Regiões com presença de Jaú:

  • Bacia Amazônica
  • Bacia Araguaia-Tocantins
  • Bacia do Prata

10. Bicuda

Bicuda peixes de água doce mais esportivos do Brasil

A bicuda é um peixe de escama, de corpo fusiforme e alongado. A cor é prata, dependendo da água mais escura com o dorso em tons de preto e marrom. A nadadeira caudal geralmente é arredondada, com mancha ocelar característica na área que antecede a nadadeira caudal. A boca pontuda é bastante dura, o que dificulta a fisgada. Os maiores exemplares podem atingir cerca de 1 metro de comprimento e pesar sete quilos. A bicuda não tem importância comercial, mas é altamente esportiva e, portanto, muito procurada pelos pescadores. Ela salta muitas vezes fora d’água depois de fisgada e pode ser encontrada durante todo o ano.

Regiões com presença de Bicuda:

  • Bacia Amazônica
  • Bacia Araguaia-Tocantins

Conclusão

Gostou do nosso post com os 10 peixes de água doce mais esportivos do Brasil? O seu peixe preferido não consta em nosso post? Então deixe sua opinião nos comentários. Aproveite e siga Pescaria S/A no Facebook e fique atualizado sobre nosso conteúdo. Obrigado por visitar o Blog Pescaria S/A. Boa pescaria!