Pescador da Flórida bate recorde estadual com Tucunaré Borboleta de 4,13kg

Compartilhe:

Espécie sul-americana não nativa nos EUA é considerada legalmente estabelecida no estado da Flórida

O pescador cubano Felipe Pietro, residente na Flórida nos Estados Unidos, fisgou um Tucunaré Borboleta de pouco mais de 58cm e 4,13kg e bateu o recorde estadual da espécie. A curiosidade fica pelo fato dessa espécie não ser nativa dos Estados Unidos e já alcançar um tamanho desses, o que torna esse peixe um atrativo para pescadores daquele estado onde o Bass é a estrela principal na pesca esportiva.

“Eu tinha fisgado três ou quatro Bass e estava andando olhando para a margem para ver se conseguia localizar algum peixe que pudesse atrair”, diz Prieto ao site Field & Stream, que estava usando um Shiner vivo como isca.

O Shiner (Notemigonus crysoleucas) é um peixinho de cor clara, comumente encontrado na água doce na Flórida, muito parecido com uma sardinha. Esse peixe é utilizado como isca na pesca do Bass e outros predadores. Pode ser utilizado vivo ou não, como isca.

shiner isca flórida

“Eu não vi nenhum peixe, então apenas lancei em um ponto aleatório e a linha começou a correr rapidamente. Quando firmei a linha pude sentir que tinha um peixe muito grande”,

O Tucunaré Borboleta é a única espécie de peixe não nativo de água doce legalmente estabelecido nas águas da Flórida. Eles foram introduzidos na costa sudeste da Flórida pela Comissão de Conservação de Peixes e Vida Selvagem da Flórida (FWC) em 1984 para ajudar a reduzir o número de peixes não nativos indesejáveis, como a tilápia pintada.

Eles prosperaram nos canais de água doce, lagos e lagoas quentes e de fluxo lento – e fizeram seu trabalho mantendo um controle sobre as espécies exóticas lançadas nas águas da Flórida pelos proprietários de aquários.

De acordo com o biólogo da FWC John Cimbaro, a análise do conteúdo do estômago mostrou que a tilápia pintada pode representar mais de 75 por cento da dieta do tucunaré.

O recorde

O biólogo da FWC Barron Moody foi quem certificou a captura de Prieto como o novo Tucunaré Borboleta recorde da Flórida com um peso de 9,11 libras (4,13kg), o que era exatamente meia onça (pouco mais de 14g) mais pesado do que o recorde anterior. O peixe tinha pouco mais de 23 polegadas (58cm) de comprimento.

“Foi pura alegria. Não conseguia acreditar ”, diz Prieto. “Passei tantas horas pescando tucunarés que encontrar um peixe que é realmente um recorde é incrível. Eu peguei 7 libras, 8 libras … Eu peguei tantos peixes que estavam perto, mas para realmente acabar, eu estava em choque. Ainda estou em choque hoje, para ser honesto. ” disse Pietro.

Sobre o Tucunaré Borboleta

O Tucunaré Borboleta possui o corpo amarelo-dourado, em geral com três manchas sobre a linha lateral, salpicadas de preto e amarelo (que podem ou não serem disformes e incompletas).

É muito agressivo e forte, e vive em cardumes para caçar. Todos os tucunarés podem abocanhar a isca várias vezes, antes de ser realmente fisgado. Por isso, o sucesso da pescaria depende da habilidade do pescador em recolher a linha. O movimento deve ser contínuo, baixando e levantando o caniço, sem bambear a linha. É comum o tucunaré escapar quando o pescador acredita que ele está dominado, daí a sua fama de “malandro”.

Nome Científico:Cichia orinocensis
Família: Cichlidae
Ordem: Perciformes
Distribuição: Bacia Amazônica (leia-se nos rios Negro e Orinoco).
Alimentação: Peixes e insetos.
Reprodução: Neste período os peixes desta família se isolam em casais, onde procuram águas rasas. Preferem, no acasalamento, os fundos de areia ou lugares protegidos por troncos. Geralmente fazem ninhos em superfícies lisas, como pedras e paus. A desova é parcelada. O pico na reprodução da espécie é na cheia. O casal cuida dos ovos em conjunto e depois da própria prole. Os filhotes ficam com os pais por cerca de dois meses (ou até atingirem entre cinco e seis centímetros de tamanho). Posteriormente eles formam cardumes com os seus iguais.

Foto: Reprodução / G1

Fonte: G1 – Terra da Gente

Considerações finais

As populações de Tucunarés Borboleta estão crescendo nos condados de Broward e Miami-Dade, onde as temperaturas da água são suficientemente altas para sustentar as espécies intolerantes ao frio. A espécie também vem ganhando espaço no extremo norte do condado de Palm Beach por causa dos recentes invernos amenos. As perspectivas de boas fisgadas parecem brilhantes. Os biólogos da FWC já visualizaram tucunarés ainda maiores do que o registro de Prieto. “Já vimos peixes de até 5 quilos”, diz Cimbaro.

Veja o vídeo abaixo com pescaria de Tucunarés no local onde Pietro pesca.

Gostou dessa matéria sobre a quebra do recorde do Tucunaré borboleta na Flórida? Então aproveite e siga Pescaria S/A no Facebook e no Instagram e fique atualizado sobre nosso conteúdo. Também estamos no Youtube com nosso Canal Pescaria S/A. Obrigado por visitar o Blog Pescaria S/A. Boa pescaria!

Deixe um comentário