Como pescar Traíra: Conheça 5 técnicas!

Como pescar Traíra: Conheça 5 técnicas!

27/01/2020 0 Por Carlos Eduardo
Compartilhe:

A pesca de Traíra é uma das atividades de pescaria mais praticadas em todo o Brasil e possui diversas técnicas que podem dar bons resultados

Saiba como pescar Traíra com 5 técnicas diferentes que podem dar bons resultados. Garantimos que todas elas vão te proporcionar muita diversão. A Traíra é um peixe presente em praticamente todo o Brasil e é responsável por grande parte das fisgadas dos pescadores brasileiros. Seja no rio, em represas, açudes, barragens ou pesqueiros, a pesca de Traíra sempre é muito emocionante pois este peixe é um predador nato, que possui uma fisgada muito agressiva e potente.

Muitas são as maneiras de pescar Traíra e isso muda muito de acordo com a região, a espécie de Traíra e as iscas disponíveis. Neste artigo vou compartilhar com vocês 5 técnicas que eu conheço e já utilizei aqui no Rio Grande do Sul. Por aqui não temos o famoso Trairão amazônico, mas em contra partida, possuímos milhares de locais infestados de Traíras de todos os tamanhos, podendo chegar até seus 5 ou 6 quilos.

A maioria das Traíras aqui do RS estão em açudes e barragens espalhadas por todo o estado, e por aqui, quem tem uma licença para pescar em uma dessas propriedades é um pescador de sorte. Por se tratarem de locais particulares, dentro de áreas produtivas, os proprietários não fornecem licença para muitas pessoas e isso acaba fazendo com que as bocudas se criem muito bem, cresçam e proporcionem belas brigas com os sortudos que podem pescá-las.



Confira agora as 5 técnicas de como pescar Traíra que temos para compartilhar com você

  • Vara e Isca Natural
  • Vara e Isca Artificial
  • Varinha de Bambu
  • Linha de Mão ( Espera )
  • Boia Louca ( João Bobo )

1. Vara e Isca Natural

A pesca de Traíra com vara, molinete ou carretilha e isca natural deve ser a técnica mais praticada no Brasil. Como há Traíras em quase todo o território nacional, e esse peixe é um carnívoro muito agressivo, a pesca com isca natural acaba sendo muito eficaz. A Traíra é um peixe muito apreciado por quem gosta de comer peixe então as pescarias acabam sendo também para consumo. Com a popularização de equipamentos de pesca aliada ao bom resultado das iscas naturais, acredito que esta técnica seja a mais praticada mesmo.

2. Vara e Isca Artificial

A pesca esportiva trouxe muitas técnicas para os pescadores brasileiros e uma das mais praticadas com certeza é a pesca de Traíras com isca artificial. As famosas zaras, zarinhas e os sapinhos “fazem chover”, nas pescarias por todo o país. Qualquer espécie de Traíra pode ser fisgada com iscas artificiais então não há região do Brasil que esta técnica deixe o pescador a ver navios. É claro que nem todos os pescadores tem o privilégio de fisgar os Trairões da amazônia porém há Traíras comuns bem brigadoras pra todos os lados. Quem nunca experimentou, não sabe o que está perdendo.

3. Varinha de Bambu

A velha e boa pesca de vara de bambu é uma das técnicas de como pescar Traíra que todo pescador já experimentou uma vez na vida. Não muito tempo atrás, essa era a técnica mais praticada, com uma simples vara de bambu ( caniço de taquara, aqui no sul ), um pedaço de uns 3 metros de linha de nylon 0,60mm ou mais grossa e um anzol 6/0 ou 7/0. Alguns pescadores usam a boia, outros deixam de fundo, mas o que não muda é a emoção da fisgada. É a famosa “pescaria raiz”.

4. Linha de Mão ( Espera )

Pescar Traíra com linha de mão é outra forma “raiz” de pescaria. Aqui no RS essa técnica é muito comum, principalmente por pescadores do interior, que costumam acampar, fazer um bom churrasco e transformar a pescaria em um grande acampamento. As linhas de mão são muito boas para aqueles que querem levar peixe para os familiares, amigos ou até mesmo para a tradicional ceia da Sexta-Feira Santa. Essa técnica é utilizada como pescaria de espera, onde os pescadores distribuem linhas em diversos pontos do local de pesca e revisam o equipamento de tempos em tempos capturando as bocudas. As linhas de mão podem ser utilizadas de fundo ou com boias, e as duas maneiras funcionam muito bem com as Traíras.

5. Boia Louca ( João Bobo )

A pescaria com Boia Louca ou João Bobo é bem popular no RS e em outras regiões do Brasil. Consiste em um pedaço de aproximadamente 1 metro de linha com um anzol de tamanho 6/0 ou 7/0 e uma boia que pode ser um pedaço de isopor, uma garrafa pet ou mesmo uma boia de pesca mesmo. É importante que essa boia seja grande para que você não corra o risco de perder ela de vista quando fisgar sua Traíra. Além disso fica mais fácil encontrar a boia louca no momento da revisão, principalmente a noite e se for revisar embarcado. A pesca com Boia Louca é mais indicada para locais delimitados como açudes, represas, lagos e barragens já que se você utilizar essa técnica no rio, poderá nunca mais encontrar seu equipamento e o peixe fisgado.

Conclusão

Gostou do nosso artigo sobre como pescar Traíra com 5 técnicas diferentes? Possui uma técnica infalível que não consta em nossa publicação? Deixe sua opinião nos comentários. Aproveite e siga Pescaria S/A no Facebook e fique atualizado sobre nosso conteúdo. Também estamos no Youtube com nosso Canal – INSCREVA-SE. Obrigado por visitar o Blog Pescaria S/A. Boa pescaria!